A estabilidade económica do país e o investimento público foram dinamizando a atividade da construção, tendo a Teixeira Duarte realizado grandes e importantes empreitadas em Portugal, nas áreas da Geotecnia, Fundações, Reabilitação, Obras Subterrâneas, Obras Marítimas e Obras Ferroviárias, estas últimas crescendo mais tarde para novos mercados como Marrocos e França, onde o Grupo não atuava.

Na área das Edificações, a Teixeira Duarte executou a construção e reabilitação de todo o tipo de edifícios, designadamente escolares, de comércio e serviços, de habitação, industriais, e da área da saúde, incluindo, portanto, empreitadas públicas e privadas. nomeadamente de grande dimensão e complexidade.

Na área das Infraestruturas, as empresas do Grupo Teixeira Duarte realizaram um vasto e diversificado conjunto de obras, nomeadamente estradas e autoestradas, pontes e viadutos, barragens, túneis, ferrovias, gares ferroviárias e interfaces, obras portuárias, construção ambiental e ainda infraestruturas de água e gás natural.

Destacam-se a Reabilitação do Coliseu dos Recreios para a Lisboa Capital Europeia da Cultura e a Construção do El Corte Inglês, ambos em Lisboa, bem como a construção de diversos hospitais em todo o País, desde o Hospital de Viseu, ao da Cova da Beira e ao do Barlavento Algarvio.

X