Presença Global




Com sede em Portugal, o Grupo Teixeira Duarte tem negócios espalhados por 22 países em 4 continentes.

ÁFRICA

A Teixeira Duarte adquiriu, durante 2011, a sociedade “Global Net Distributors (PTY) Ltd.”, com sede em Joanesburgo, com o objetivo de alargar a este país o setor da Distribuição, em função dos movimentos que se verificam na região SADC – Southern Africa Development Comunity.

Depois de uma atuação na década de cinquenta, a Teixeira Duarte opera continuadamente em Angola desde 1976.

A atuação do Grupo prosseguiu e foi-se alargando a outras áreas, fruto de oportunidades de negócio diversas, sendo que atualmente opera, em Angola, nos seguintes setores de atividade: Construção; Concessões e Serviços; Imobiliária; Hotelaria; Distribuição; e Automóvel.

Desde 2003, que a Argélia passou a constituir um objetivo estratégico para a Teixeira Duarte.

Em janeiro de 2004 foi apresentada a primeira proposta para uma obra pública e, após uma dezena de outras, em maio de 2005, foi adjudicada a primeira obra.

A partir daí, e fazendo jus à natureza estratégica do país, a Teixeira Duarte procedeu à mobilização de pessoal, equipamento e capitais que permitiram a criação de estruturas locais que lhe possibilitam, assim como às suas participadas, contribuir para o notável desenvolvimento daquele país, em concorrência com empresas de todos os continentes.

A Teixeira Duarte atua na Argélia no setor da Construção, com grande enfoque na área das obras públicas e infraestruturas.

Depois de entre 2010 e 2014 ter já executado obras marítimas em Cabo Verde, o Grupo Teixeira Duarte voltou a este mercado em 2019, com a Teixeira Duarte – Engenharia e Construções, S.A. a liderar o consórcio responsável pela empreitada das obras de expansão e modernização do Porto Inglês, na ilha do Maio, englobando a elaboração do projeto de execução e todos os trabalhos de reabilitação da ponte cais existente, execução de cortina de estacas prancha e de quebra-mar destacado, expansão do cais com a execução de uma plataforma Roll on – Roll off sobre estacas de betão armado com encamisamento metálico, reabilitação e expansão do terrapleno existente, bem como trabalhos acessórios de reabilitação de edifícios e acesso rodoviário ao porto.

O Grupo Teixeira Duarte está atualmente representado neste país pela sua participada SOMAFEL – Engenharia e Obras Ferroviárias, S.A.

Esta empresa iniciou atividade no Gabão em 2019, através de um contrato para execução de trabalhos de regularização de balastro e ataque mecânico pesado do caminho-de-ferro Transgabonais no Gabão, uma linha de 670 km que liga a capital Libreville à cidade do interior Franceville.

Em Marrocos, o Grupo Teixeira Duarte está representado através da sua participada SOMAFEL, S.A., desde 2005, onde tem realizado importantes no setor da Construção, nomeadamente no âmbito de obras ferroviárias.

O Grupo Teixeira Duarte iniciou a sua atividade em Moçambique em 1982, pela participação no concurso para a reparação da ponte sobre o rio Zambeze, em Tete.

Essa foi a primeira de muitas obras importantes executadas neste país, onde a Teixeira Duarte tem vindo a manter uma posição de destaque, com especial ênfase para as obras públicas que têm permitido o desenvolvimento de Moçambique, nomeadamente o parque escolar e as vias de comunicação e pontes.

Esta posição consolidada tem permitido ao Grupo diversificar a sua atividade a outras áreas de negócio como as Concessões e Serviços, a Imobiliária e a Hotelaria, esta última através de 3 unidades hoteleiras: o Hotel Avenida e o Hotel Tivoli, ambos em Maputo e o Tivoli Beira, sito nesta outra importante cidade do país.

AMÉRICA

Foi em 2006 que o Grupo Teixeira Duarte abordou o mercado Brasileiro, através de um projeto Imobiliário e turístico no Estado de Pernambuco.

Seguiu-se, pouco depois, a aposta nos mercados habitacional e de escritórios de São Paulo, onde o Grupo Teixeira Duarte conta com uma unidade dedicada ao desenvolvimento dos projetos em curso, que apoia também o aludido empreendimento no litoral do nordeste deste país.

No Brasil, para além da atividade imobiliária, o Grupo também está representado, desde dezembro de 2007, no setor da Construção, através da participada EMPA, S.A. – Serviços de Engenharia, empresa fundada em 1954 e que atua, direta e indiretamente, na área das concessões.

A partir de 2016, a Teixeira Duarte – Engenharia e Construções, S.A. passou também a atuar neste país através da sua sucursal.

Neste mercado, o Grupo Teixeira Duarte tem operações nos seguintes setores: Construção, Concessões e Serviços e Imobiliária.

Fruto da proximidade geográfica com o Brasil e Venezuela, onde o Grupo Teixeira Duarte tem já uma sólida presença, a atuação na Colômbia surge de oportunidades de negócio nas áreas da geotecnia e em particular das obras subterrâneas, neste caso através de uma sucursal da sua participada “E.P.O.S. – Empresa Portuguesa de Obras Subterrâneas, S.A.”.

Fruto da proximidade geográfica com diversos mercados em que o Grupo está presente na América Latina, nomeadamente no Brasil e Venezuela, a atuação no Equador surge de oportunidades de negócio na área das infraestruturas, neste caso através da constituição de um consórcio – liderado pela sucursal da “Teixeira Duarte – Engenharia e Construções, S.A.” e com a participação de um parceiro local -, para a construção de uma ponte rodoviária entre Daule e Guayaquil.

O Grupo Teixeira Duarte iniciou em 2015 um processo de entrada no mercado imobiliário dos Estados Unidos da América, mais concretamente no estado do Texas. Para além de se tratar de um mercado com um nível de desenvolvimento elevado, este mercado apresenta atualmente bons indicadores económicos e baixo nível de desemprego.

Neste contexto, em 2015 o Grupo Teixeira Duarte constituiu uma entidade de direito local designada “TDRE Investements, LLC” e iniciou o processo de compra de dois terrenos em Dallas, especificamente na região de Turtle Creek.

No setor da Construção, a Teixeira Duarte – Engenharia e Construções, S.A. iniciou a sua atividade nos Estados Unidos da América em 2016 através de um contrato de assistência técnica com a empresa “EIC Associates, Inc”.

Neste país a Teixeira Duarte começou a atuar através da sucursal da sua participada “E.P.O.S. – Empresa Portuguesa de Obras Subterrâneas, S.A.”, ali constituída em outubro de 2016.

Em dezembro desse ano foi celebrado um contrato com o Consórcio Construtor M2 Lima, que consiste na realização, no metro de Lima, de duas galerias, escavadas e revestidas, com extensão total de 146m.

Em 2017, o Grupo constituiu neste país a sociedade “Teixeira Duarte Perú – Ingeniería y Construcciones, S.A.C.” com o intuito de começar a atuar nas áreas da Geotecnia e Fundações e nas Obras Marítimas, através da qual foram já elaboradas várias propostas.

Em 1978 foi criada na Venezuela, com sede em Caracas, a TEGAVEN – Teixeira Duarte y Asociados, C.A., empresa de direito Venezuelano, constituída com capitais maioritariamente portugueses e a participação de sócios venezuelanos, sendo a Teixeira Duarte a líder e principal acionista.

A empresa foi acompanhando o desenvolvimento do país e para além da construção de diversos empreendimentos imobiliários de grande dimensão, começou em meados dos anos 80 a atuar em obras públicas importantes, mantendo ainda hoje uma atuação nestas áreas.

Para além de algumas atuações de menor expressão na imobiliária, o Grupo aguarda com expetativa as decisões para a concretização de grandes empreitadas públicas, para algumas das quais até já ganhou os concursos públicos.

ÁSIA

A Teixeira Duarte iniciou a sua atividade na China (Macau), em 1984, através da construção de diversas empreitadas importantes, tais como a Ponte Macau Taipa.

Foi nesta Região Administrativa que a Teixeira Duarte iniciou a sua atuação no setor das Concessões e Serviços, através da participação, ainda hoje detida, na CPM – Companhia de Parques de Macau, S.A., para a qual a empresa construiu diversos autossilos e parques automóveis.

A Teixeira Duarte está presente em Macau no setor das Concessões e Serviços.

O Grupo Teixeira Duarte esta atualmente presente no Kuwait através da sua principal empresa no setor da Construção, a Teixeira Duarte – Engenharia e Construções, S.A..

Esta empresa celebrou, em 2019, dois contratos de empreitada que visam a construção de partes integrantes da nova Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de UMM AL HAYMAN.

A Teixeira Duarte, através da sua participada “TDGI – Tecnologia de Gestão de Imóveis, S.A.” (TDGI), que atua no setor das Concessões e Serviços começou a atuar neste país em 2015.

Considerando o enquadramento empresarial e legal do Qatar, a TDGI constituiu, conjuntamente com uma empresa local denominada “PETROSERV” – que aí atua há mais de 30 anos na área dos serviços associados ao setor do Oil and Gas – uma entidade local denominada ” TDGISERV SERVICES, LLC”, através da qual foi ganho um contrato para a Manutenção de Instalações e Equipamentos de um lote de edifícios pertencentes à “QATAR FOUNDATION”, que inclui o Hospital Sidra Medical and Research Center, o Al Shaqab Equestrian Centre, o Centro de Convenções e a West Bay Tornado Tower, num total de 625.000m².

Atualmente, estão afetos a este contrato mais de 200 técnicos e supervisores de diversas áreas e nacionalidades e uma equipa de 15 engenheiros para assegurar a gestão operacional.

EUROPA

A “TDGI, S.A.” é a entidade do Grupo Teixeira Duarte que lidera as operações na área de Facilities Management, sendo que o seu crescimento continuado na última década, a consolidação e reforço tecnológico da sua atividade, a projeção no estrangeiro e as parceiras com diversas multinacionais, permitiram que a TDGI tenha mais recentemente abraçado novos países, entre os quais a Bélgica, que é um dos grandes centros empresariais e de decisão da Europa.

Em prospeção neste mercado desde 2012, conseguiu um primeiro contrato em 2013 e em 2014 já alargou a sua atuação a clientes de referência como o Parlamento Europeu e o Centro Jean Monet.

A Teixeira Duarte começou a atuar em Espanha em 2004 através da empresa espanhola GSC – Compañia General de Servicios y Construcción, S.A., bem como com apoio dos centros de exploração da “TEIXEIRA DUARTE – Engenharia e Construções, S.A.” e da sucursal que esta empresa constituiu neste País.

Procedeu, então, à mobilização de meios humanos e de equipamento, o que permitiu a criação de estruturas que possibilitaram o desenvolvimento das várias atividades em que atua.

Atualmente, a Teixeira Duarte está presente em Espanha em várias áreas de negócio: Construção; Concessões e Serviços; Imobiliária e Participação em Sociedade Cotada (BBVA).

A Teixeira Duarte começou a atuar em França em 2005 através de uma sucursal da sua participada “SOMAFEL – Engenharia e Obras Ferroviárias, S.A.”, que realizou diversas obras de catenária, fundamentalmente na região de Paris.

Depois de um significativo abrandamento da atuação em 2011 e 2012, em 2013 retomou os trabalhos de catenária, para a empresa francesa de renome neste setor específico da construção “TSO Catenaire”.

Reforçando a sua atuação no centro da Europa, a TDGI – e com ela o Grupo Teixeira Duarte – alargou a sua atuação ao Luxemburgo, onde desde início de 2019 passou atuar na área de Facilities Management, nomeadamente através de um contrato de manutenção preventiva das 10 lojas que a cadeia H&M detém neste país.

Foi em Portugal que a Teixeira Duarte iniciou a sua atividade, em 1921, através do seu fundador Senhor Engº Ricardo Esquível Teixeira Duarte.

No começo a Empresa cingiu-se a atuação na área da geotecnia e fundações e muito personalizada na pessoa do seu fundador, tendo mais tarde vindo a alargar a sua atividade a todo o tipo de construção e a partir dos anos setenta a outros setores.

Em Portugal, o Grupo Teixeira Duarte atua nos setores da Construção, Concessões e Serviços, Imobiliária, Hotelaria e Automóvel.

A Teixeira Duarte começou a atuar neste país no mercado ferroviário em 2016, através da empresa local sua participada “SOMAFEL – Railway Construction, S.A.”. Esta sociedade estabeleceu uma parceria com uma empresa inglesa, inicialmente para as áreas de projeto e construção de catenária, não descurando, no entanto, a possibilidade de apresentação de propostas para oportunidades que possam ser identificadas na área da via ferroviária.

Destaca-se também o facto de ter sido também assinado um contrato de consultadoria no âmbito de um dos principais projetos de eletrificação a decorrer no Reino Unido: “Consultadoria na área de revisão de projeto de catenária para a Network Rail, no corredor ferroviário GWEP – Great Western Electrification Project”.

X