BIM: Teixeira Duarte volta a evidenciar-se no panorama nacional

Nos dias 17 e 18 de maio, realizou-se no Instituto Superior Técnico a 2ª edição do Congresso ptBIM, onde a Teixeira Duarte – Engenharia e Construções, S.A. (TD-EC) marcou presença com a apresentação do trabalho desenvolvido para o Hospital da Luz – Clínica de Oeiras (HLCO).

O Congresso ptBIM é uma iniciativa conjunta do Instituto Superior Técnico de Lisboa, da Universidade do Minho e da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, e tem como objetivo difundir a implementação do BIM na indústria da construção e promover o debate técnico-científico entre profissionais da área e a comunidade académica.

A apresentação da TD-EC esteve a cargo do nosso colega Arquiteto Pedro Ferreirinha, da Direção de Estudos de Edificações e membro da equipa BIM da empresa, a quem foi atribuída também a Menção Honrosa do “Prémio Dissertação ptBIM – Engenharia e Arquitetura” neste Congresso, pelo trabalho que desenvolveu no âmbito da sua tese para obtenção do grau de Mestre em Arquitetura. Intitulado “Do início do ciclo à vida do edifício à gestão de informação; BIM – metodologia e estudo de um caso”, o trabalho do Arq.º Pedro Ferreirinha foi distinguido pela análise do potencial do BIM na gestão de obra, em que detalha os aspetos da gestão de ativos e equipas e se foca no aumento da produtividade.

Já em 2017, no âmbito da 1ª edição do Prémio de Excelência BIM, a Teixeira Duarte tinha sido galardoada com o 1º lugar na categoria “Construção e Coordenação”.

A grande tendência da Engenharia e Arquitetura.

O conceito BIM (Building Information Modeling) surgiu em resposta à necessidade de otimização dos processos de trabalho presentemente utilizados na indústria AEC, constituindo uma abordagem melhorada ao planeamento, dimensionamento, construção, operação e manutenção das obras. Assenta numa metodologia de construção virtual, que utiliza um modelo digital 3D único e normalizado para cada obra, num formato legível por todos os intervenientes, desde a conceção até à demolição do edifício, permitindo melhoramentos em cada fase do ciclo de vida de uma construção.

É, assim, um novo conceito de trabalho que, recorrendo a vários softwares, permite ultrapassar as ineficiências dos métodos tradicionais, potenciando a integração da cadeia de valor e a consequente otimização dos recursos, reduzindo custos e durações de projeto e obra.

A característica fundamental da modelação BIM é a utilização de objetos paramétricos/inteligentes. Os elementos modelados têm uma geometria 3D associada a informação nuclear, propriedades e regras, o que aumenta o grau de automatização do modelo, evitando inconsistências e melhorando a coordenação entre as especialidades.

A informação, interligada por relações paramétricas, implica que quaisquer alterações efetuadas sejam processadas em todo o modelo em tempo real, dinamizando os processos de atualização e evitando a propagação de erros. Na raiz do projeto o BIM proporciona a colaboração efetiva das múltiplas disciplinas de projeto, a visualização precoce mais realista das incompatibilidades em obra, a extração de quantidades para elaboração de orçamentos e estimativas de custo, a deteção prévia de erros e omissões, e a organização da gestão de obra antes do início da construção, permitindo otimizar os processos, custos e prazos.

A implementação do sistema BIM na Teixeira Duarte está a cargo da Direção de Projeto do Centro de Exploração da Geotecnia e Reabilitação, que tem como objetivo desenvolver esta prática em todo o universo do Grupo, estruturando e apoiando os diversos centros e empresas. Encontram-se em elaboração diversas propostas e projetos de grande dimensão segundo esta metodologia, envolvendo equipas da TD-EC, e também externas, em diversas especialidades, através de plataformas colaborativas, sendo disso exemplo estudos para os diversos mercados em que o Grupo atua, nomeadamente Angola, Argélia e em Portugal.